#Série: GIRLBOSS ( Assistir ou não?)

Seriado: GIRLBOSS
Gênero: Comédia
Lançamento: Abril de 2017
Temporadas: 1
Status: Em exibição
Canal: Netflix
Criação: Kay Cannon
Nota: 3 de 5

Antes de falar qualquer coisa da série por aqui, se você não curtiu a mesma respeite a opinião que vou abordar aqui porque cada um tem a sua não é mesmo? Enfim, Girlboss é uma série original Netflix inspirada no livro de mesmo nome de Sophia Amoruso dona de uma empresa milionária que começou de uma ideia inesperada. Desde que a série estreou tenho lido muitas críticas sendo elas positivas e negativas, porém alguns dias atrás no meu Facebook, alguém compartilhou uma postagem de 05 motivos para não assistir a série, e concordou com a mesma. Li a postagem e não concordei totalmente com os pontos abordados para não assistir a mesma, mas o que mais me deixou incomodada foi o fato de a tal pessoa que compartilhou a publicação não querer aceitar meu ponto de vista e insinuar que eu estava defendendo a série por ser a favor das ações erradas que a personagem principal toma ao longo dos episódios. Enfim, vou logo ao ponto para o que achei da mesma. Eu já tinha ouvido falar do livro, mas não foi algo que me interessei prontamente então passou batido até a notícia da série ser produzida e liberada pela Netflix sair. Assisti todos os episódios em menos de um dia já que os mesmos não chegam a ter 30 minutos. Acredito que você já deve saber da história ou ao menos ter ouvido falar, já que a série é baseada na vida de Sophia Amoruso uma empresária que criou uma marca multimilionária e levou o empreendimento a outro nível. Os episódios basicamente contam como tudo aconteceu desde a ideia do empreendimento, seu crescimento, dificuldades e ascensão. É legal ressaltar aqui que apesar da série ser baseada na vida da empresária de mesmo nome, muito coisa que é mostrada ali não aconteceu exatamente como foi retratada. 

A série obviamente foi formatada para que o gênero comédia fosse sentido em algumas cenas loucas da personagem. Em alguns momentos isso até funciona bem e outros não muito. Sophia (personagem) é interpretada por Britt Robertson, que já fez alguns filmes conhecidos e atuou em série como The Secret Circle e Under the Dome. O grande falatório sobre a mesma são as atitudes de Sophia que são, na maioria das vezes grosseiras, desrespeitosas e sem nenhuma noção. Antes de criar a marca, a mesma trabalhava em uma loja e era totalmente indisciplinada e abusiva. Em outro episódio, ela consegue um trabalho diferente apenas pelo convênio médico e seu descaso com o mesmo é do mesmo jeito. As loucuras dela em muitas cenas soam de uma forma feia e te fazem pensar se a verdadeira Sophia chegou até o sucesso com aquelas atitudes. A personagem rouba coisas de lojas, maltrata a maioria das pessoas ao seu redor e é muito teimosa. Esses são os pontos negativos da série que podem te fazer repensar sobre assisti-la. Porém, a mesma tem seus pontos positivos também que mostram os desafios e dificuldades do empreendedorismo. Sophia se foca naquilo que quer e acredita na sua ideia que se tornam elementos importantes para que ela transforme uma ideia em uma empresa. 

Ai acompanhamos os passos da jovem com suas loucuras e ações desnecessárias em busca de algo que ela realmente ama fazer. Já li pessoas criticarem a série por acharem que pela personagem ter condições de contar com o pai caso tudo desse errado isso seria errado. Não devemos criticar ninguém seja ela rica ou pobre, com condições ou sem condições. Admirei a vontade da personagem de querer fazer as coisas por si só na cara e na coragem sem depender do pai mesmo fazendo isso de modo muito errado em grande parte dos momentos. Diferente do que li por ai, dá sim pra você tirar algo de Girlboss, dá sim pra se inspirar na coragem e na força de vontade de Sophia em querer fazer seu negócio acontecer apesar das loucuras constantes. Apesar de não ser uma série brilhante GIRLBOSS ainda vale a pena e eu recomendo que você assista de cabeça aberta e tire o melhor proveito dessa história. Por que afinal se ela conseguiu é porque fez algo certo.




Baseado na trajetória de Sophia Amoruso, uma jovem batalhadora que começou a vida vendendo roupas antigas no eBay e hoje, aos 27 anos, tem uma marca multimilionária baseada em Los Angeles.




Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Eu nem acabei de assistir ao seriado, especialmente depois de ler tantas críticas negativas e perceber que elas estavam certas. O que mais me incomoda foi o fato de ele ter sido vendido como feminista, sendo que peca em basicamente todos os pontos que o movimento levanta, principalmente a sororidade. Além do mais, a personagem é extremamente caricata e insuportável. Ter personalidade não precisa significar alguém pedante, né.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.