As coisas nunca serão as mesmas

Deixe-me começar te dizendo que não sou a mesma de antes. Como eu era antes? Bem, eu era diferente. Não era essa garota cheia de inseguranças, com um medo constante e duvidando de si mesma e dos outros quase o tempo todo. Não. Não era desse jeito. Ela via o mundo de outra forma. Com outros olhos. Tinha ainda mais sonhos e mais gás pra correr atrás deles. Isso não quer dizer que agora eu não tenha. Não é isso. Só era diferente. Diferente demais pra poder talvez descrever em palavras.  Aquela garota nunca tinha sido machucada de verdade. Nunca tinham quebrado seu coração. Mas existe a tal primeira vez pra tudo nessa vida. As coisas mudaram tão rápido que ao olhar pra trás nem consigo reconhecer o que foi que realmente aconteceu. O que deu exatamente errado.  A garota lá trás nem imaginava que agora seu mundo parece estar afundando e que ela se sente mais perdida do que já se sentiu antes. Ela não imaginava que sentiria um vazio que aos poucos a desesperaria e a faria sair correndo atrás de algo para preenche-lo.
Todo o amor que ela sentia foi substituído por dor e ai só ficaram os cacos pra catar do chão. E uma vez que se quebra algo, pode se consertar, pode se colar, pode se remendar mas nunca volta a ser como era. As coisas nunca são exatamente como já foram um dia. Elas podem ser parecidas, bem similares, mas aquele pequeno detalhe sem importância vai ser diferente. Agora, neste momento eu queria estar compartilhando palavras diferentes. Uma visão diferente da vida. Mas tenho que ser verdadeira comigo mesma. Ao menos comigo. Eu estou cansada. Cansada demais. Cansada de me animar e de botar o maldito sorriso no rosto, me forçando a esquecer, me forçando a não pensar porque isso pode acabar comigo se eu deixar.  As palavras que saem da minha boca todos os dias não dizem a verdade. Porque a verdade não pode ser dita. Certas pessoas nem ao menos imaginam o que estou pensando ou que estou sentindo e se eu dissesse alguém se importaria de verdade? É mais fácil fingir. É mais fácil criar uma falsa ilusão de que a vida tá uma merda, mas tá okay. 

Vamos seguindo em frente porque ninguém gosta de pessoas tristes. Pessoas desanimadas. Pessoas que passam por uma fase ruim que parece eterna. Tudo bem. Eu vou seguindo sozinha mesmo. Com lágrimas nos olhos enquanto acontece uma batalha louca e intensa dentro de mim. As emoções estão descontroladas e eu nem ao menos sei o que fazer para botar tudo em ordem. Está um caos total. A única certeza de que tenho é que as coisas nunca voltam a ser as mesma. E como eu queria que elas voltassem. Queria de volta aquela garota que era mais inocente, mais confiante, mais cheia de sonhos. Ela foi quebrada pela realidade, pela vida, pelos sentimentos e pelas pessoas. E pra ela acho que não tem mais cola, reparo ou junção que a façam ser a mesma novamente. O que está quebrado, fica quebrado. 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.