Resenha de Livro: Grey de E L James

Título: Grey ( Cinquenta tons de cinza pelos olhos de Christian)
Autora: EL James
Editora: Intrínseca
Páginas: 528
Ano: 2015
Nota: 2 de 5
Mais. É com essa palavras que eu posso começar a resenha de Grey. Há algum tempo já tinha comprado o livro e estava aguardando pra ler algo que fizesse me compreender melhor o personagem por isso  mesmo minha expectativas eram altas. Infelizmente, Grey não chegou nem perto do que eu esperava. Mas calma, deixe-me explicar melhor. Grey começa exatamente como começa 50 tons com a entrevista de Anastasia para o jornal. A partir dai todo mundo que leu o livro sabe o resto da história e o que acontece é exatamente o mesmo do primeiro livro porém com os pensamentos de Christian que na minha opinião não acrescentaram muita coisa durante a leitura do livro. Fica claro, o quanto Christian é obsessivo, controlador e fica impressionado com Anastasia. O que me irritou um pouco foi a linguagem repetitiva do personagem se em muitas cenas. Dá pra notar a diferença de como os dois se vêem em ambas narrativas. A autora também explora acontecimentos do passado de Christian, como suas lembranças com a mão biológica e os sofrimentos por ela. Além disso, alguns momentos também descrevem a infância adotiva já com a família Grey. E L James também não deixou de fora algumas passagens de Christian com submissas anteriores e isso até um ponto foi interessante.

Acredito que Grey não tenha acrescentado muito a história o que deixou muito a desejar já que esperava algo mais complexo e mais trabalhado até para entender melhor o personagem e compreende-lo, mas o que eu vi durante a leitura foi a mesma história apenas recontada com algumas falas incluídas que não me deram nenhuma diferença de perspectiva. No meu pensamento há tanta coisa que podia ter sido trabalhada e explicada no livro que foi desperdiçada com momentos que não foram relevantes. Grey realmente não atendeu o que eu esperava e ficou bem abaixo das expectativas. Temos um mesmo livro de 50 tons que pouco faz entender o que precisávamos do mesmo. Ao contrário do primeiro, qe termina ao Anastasia ir embora, Grey se estende um pouco mais e mostra o que acontece depois que a mesma vai embora. A história com Elena, as submissas, os pesadelos, a infância e tantos outros pontos seriam muito bem mais interessantes se trabalhados da forma correta. Uma pena. Se você é fã da série é uma leitura obrigatória, agora se você espera algo diferente pra compreender o Sr Grey sinto que o livro pode te decepcionar.
 Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Oi Cybelle, na minha opinião este livro foi feito para ganhar mais dinheiro e fama em cima da história, a escritora poderia ter incluído a visão de Grey sobre a situação no livro original mesmo, como a maioria faz.

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.