Pesadelo que deveria ser sonho

Eu respiro fundo mais uma vez. Já não choro mais como antes porque cansei de gastar lágrimas. Meus olhos lacrimejam mas uso todas as minhas forças para impedir que alguma lágrima caia. Por que eu não posso simplesmente dizer adeus? Porque eu não consigo fechar os olhos e perceber que durante todo esse tempo você não tem me feito bem.  As vezes ficamos bem, as vezes brigamos. As vezes sorrio, as vezes eu choro. As vezes você me magoa, as vezes é gentil. Eu te adoro. Eu te odeio. Algumas desculpas e eu te perdoo. Acredito que as coisas vão mudar e então tudo se repete. Eu me magoo. Eu me culpo. Eu procuro erros que não existem. Digo que está tudo bem porque ando disfarçando a dor de um modo que pareça que te superei. Que estou realmente bem e que não sou uma daquelas pessoas idiotas que gostam de alguém que não dá a mínima pra você. Foi um tipo de lavagem cerebral e eu nem sei bem o que estou sentindo agora. 
Então, eu sigo em frente dizendo que não posso continuar desse jeito, que não vale a pena e que não mereço isso. Já sei que não mereço isso mas não sei um jeito de me conformar com algo que deveria ter dado certo. Eu não aceito que você diga que não era pra ser. Eu não aceito você dizer que tentou e nem que não deu certo. Não aceito e você sabe bem o motivo. Era tão simples, tão simples que chega a ser ridículo.É muito mais fácil brincar e jogar a culpa pro outro do que admitir que você deu mancadas muito feias. Vai e volta que não termina e que me deixa tonta. Pra que serve isso? Quero minha imunidade contra você de volta. Estou andando por ai de cabeça baixa tentando esconder minha agonia. Tem várias pessoas ao meu redor, mas sempre me pego pensando em você. 

Esse coração bagunçado tem que achar um meio de se organizar. Não é justo que eu ainda me importe. Não é justo que eu ainda sinta falta. Porque poderia ter sido nós dois juntos. Poderia ter sido uma história, algo bom de se lembrar mesmo que tivesse acabado agora. Poderia ter sido um punhado de momentos gostosos misturados com lembranças sorrisos, abraços e sensações. Ainda tem uma faísca por você dentro de mim. Não sei se ela vai sobreviver por muito tempo. Não sei quanto tempo ainda tenho. Você me enlouqueceu por um tempo mas recobrei minha sanidade. Fechos os olhos e repito que esse é só um pesadelo. Um pesadelo que eu queria que fosse um sonho. Um pesadelo que eu cansei de ter. 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.